O que é o amor, afinal?

Soube pela primeira vez o que era amor bem cedo. Quando, de súbito, parei de respirar na beira da piscina e engoli toda a água ao meu redor. Veio o amor, apavorado e sem jeito, tentar me fazer respirar de novo. E conseguiu. E me abraçou exacerbado, achando que seria ali o final de tudo que não se sabia.

E depois, em outros carnavais, fiquei sem ar em consequência desse mesmo amor; com ódio, com aflição, com medo de perder, com risos desmedidos e palpitações. Encontrei com o amor muitas vezes e tive que aprender a interpretar suas diversas formas: às vezes falava baixinho, às vezes se mostrava para o mundo e gritava, rugia, se exaltava. O amor, certa vez, mexeu com a minha razão. Me fez trocar o certo pelo duvidoso. E por ele já gastei mais do que devia e economizei mais que podia. Já chorei de amor, sorri de amor, sofri de amor. Sonhei por amor, com amor e, em vão, tentei viver sem ele.

O amor, dizem, é aquilo que te dá razões para prosseguir sozinho. Contraditório, não é? É o sentimento que te leva pra frente, que transpõe barreiras, vidas, pessoas. É o que te motiva. E que, às vezes, incomoda. Se ama sozinho. Se ama em conjunto. Dá pra amar tantas coisas, pessoas, vidas, que não sabemos ao certo definiro amor: a gente só sabe que sentiu, geralmente, depois que o perde. E aí, entende sua imensidão e complexidade ainda que não aprenda nada sobre ele.

O amor não avisa. Não é possível guardar. Se decide. Ninguém é acometido pelo amor, opta-se por ele – ainda que movido pela paixão, ainda que movido pelas circunstâncias, ainda que inconscientemente.

O amor não é fogo, como diz o poeta. Porque às vezes não queima, não dói, não oprime, machuca, ou incomoda como alguns insistem em dizer.

O amor é bom, suave, e da esperança. Ele, apenas, está lá.

E é maravilhoso quando a gente o reconhece.

Essa é uma blogagem coletiva do Rotaroots em parceria com o Indiretas do bem. Você pode falar sobre amor de namorado(a), de amigo, de mãe/pai, do seu bichinho de estimação, sobre a falta do amor, sobre empatia…Você é quem define! Participe! <3

Você também pode ler

5 Comments

  1. Teus textos sempre tão inspiradores. Seja sobre amor, carreira, amizade ou qualquer outro tema. Contigo sempre é lindo! Manda mais!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *