Blogagem coletiva: O que eu mais gosto de escrever no blog?

Pensei umas 56 vezes se escreveria ou não esse post, mas queria muito participar de mais essa blogagem coletiva – que mal comecei a ler nos blogs alheios, mas já curto pacas – e nesse intervalo antes do Blogday, acabei colocando a cacholinha pra funfar e registrar algumas poucas palavras por aqui.

O tema brotou lá no Rotaroots como uma sugestão da Babee, e, verdade seja dita, meu blog não tem exatamente uma super gama de temas explorados, né? Falo basicamente sobre gente, sentimentos, causos e desabafos – principalmente os de amor – e então ficou meio difícil citar sobre o que mais gosto de escrever por aqui, porque, sejamos honestos: escrevo APENAS sobre o que gosto por aqui. RISOS.

ENFIM, gosto muito de moda, beleza, gastronomia e decoração – que é basicamente o que eu busco na internet pra passar o meu tempo livre com mais qualidade, mas não acho que tenha assim, PROPRIEDADE pra falar sobre isso aqui no Hiper, sabe? Nunca consegui escrever sobre esses temas dentro do blog. Veja, tenho um projeto de começar a gravar vídeos que nunca sai do papel por motivos de ter voz de travesti e falar com a boca torta e digo mais: sei que também não sou ninguém na buatchê pra falar sobre relacionamentos e dramas existenciais, mas ok. Quando criamos um blog pessoal temos justamente essa ausência de julgamento, essa coisa de poder falar sobre o que quiser, e, consequentemente, atrair quem quiser ler as papagaiadas que ponho aqui também, assim, simplão, sem neurose.

Se você está doando nesse momento alguns minutinhos do seu tempo vindo até aqui hoje, ou se já é leitor assíduo e me acompanha por todos esses anos de Hipervitaminose e você tcherêrê tchê tchê tchê, que delícia! Sinal que dá pra continuar sonhando, desabafando, dá pra continuar fazendo algumas poucas e pequenas coisas por prazer. E só.

Tente você também! (e coloca o link do seu blog aqui nos comentários pra eu ler, tá?)

Um beijo e um queijo,

Ericka.

Você também pode ler

2 Comments

  1. “Quando criamos um blog pessoal temos justamente essa ausência de julgamento, creio eu, essa coisa de poder falar sobre que quiser atrair que quiser ler as papagaiadas que eu ponho aqui também, assim, simplão, sem neurose.” Gosto justamente disso, de falar o que quiser e as vzs atrair pessoas que queiram ler nossas papagaiadas heueheuhue , é como compartilhar uma agenda pessoal. Bjão!

  2. Blog pessoal é o que mais me dá vontade de ler/escrever.

    Adoro a ideia do no filter que só é possível quando estamos comprometidas apenas conosco.

    Além de ser sempre uma renovação de assuntos constante.

    Muito bom isso.

    Beijinhos e até!!!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *