do contra.

Os poetas da música contemporânea já haviam registrado tal tendência: “…tira foto no espelho pra postar no Facebook”. Eu só não sabia que todas as fotos, de todas as redes sociais um dia se resumiriam a isso e só. Que toda a menina bonita só falaria sobre seu cabelo (dieta/sapato/bolsa) no seu espaço, como se precisasse reforçar o quanto fica bem com a roupa “x” ou  “y”, com o cabelo “x” ou “y”, com a maquiagem “x” ou “y”, etc, etc, etc. Que coisa chata, hein pessoal? Que conteúdo vazio. Queria muito, muito mesmo, conhecer as pessoas do jeito que elas são. De camisetão, cara amassada, sem a maquiagem da balada, sabendo qual livro andam lendo, a quais filmes andam assistindo e tal. Compartilhando algum drama do trabalho, do amor. Sendo gente.

Quem posta o tempo inteiro, todos os dias, fotos de si mesmo na frente do espelho não tem mais nada pra mostrar? Não conheceu gente nova, não comeu nenhum prato delicioso, não esbarrou por aí numa obra de arte e nem foi para lugar NENHUM que merecesse ser registrado? Que vidinha mais ou menos vocês andam vivendo, hein? E olha, sinceramente, nem a Angelina Jolie fica bem fazendo biquinho. Fazendo carão. Mostrando os peitos no decote da blusa.

Pelo amor de Deus!

Esperava que você, que tanto reclama da falta de cultura no mundo, de gente interessante, de gente como a gente, fizesse a sua parte pra melhorar isso.

Mas não.

Parece que quem é rato de internet nada na mesma maré, ora de postar unha colorida, ora tirando foto do pé. Que nem num flashmob, só que sem ser informado sobre ele. Louco, né?

Mas louco mesmo é ver tudo o que está chato e uniforme no mundo e fazer exatamente igual. Cada um sabe da sua vida, lógico. Eu mesma adoro ver combinações de roupas, makes e tudo o mais. Mas CHEGA. Já tem muita gente fazendo a mesma coisa, do mesmíssimo jeito, que tal fazer diferente? Pensar sozinho?

Hein?

Existem outras formas de se mostrar leve, livre, solta e desimpedida sem floodar todas as redes sociais com foto de biquíni. E claro, sem look do dia, sem testar os mesmos produtos que o resto das blogueiras garante ser de “a-ha-zar“.

Por favor.

Você também pode ler

=/

5 Comments

  1. Hahahahahaha amei!!!!!!! De uns tempos pra cá, tenho pensado a mesma coisa, a gente tenta ir no fluxo mas chega uma hora q cansa, e pra que? Melhor do q mostrar ser oq não somos é viver!
    Bjo!

  2. muuuuito booom!! Esse texto fala exatamente do motivo que venho aqui todos os dias.. e que já até te falei..rs amo ver makes, resenhas de produtos que quero comprar e tal.. mas na boa, todo mundo quer fazer a mesma coisa. É um saco entrar em vários blogs e a maioria estar falando exatamente sobre o mesmo assunto. Tenho os meus blogs favoritos e não os condeno.. compareço sempre! Mas quero ter conteúdo além de looks do dia e makes para ver todos os dias.. e é exatamente o que você diz no texto.. hoje, quero ver o que de interessante e novo esta acontecendo por ae.. quero ter dicas de lugares lindos para visitar.. quero que as minhas visitas a blogs agreguem valor.. por esse motivo fiz o meu! ainda não cheguei ao ponto que quero, mas estou nadando para lá.. adoooroo o seu bloooog..rs bjinho

  3. E olha, Mi, ADORO SEU BLOG! Huhauhauhauhauhauha… É um dos que mais humaniza os conteúdos, vc DE FATO usa aquilo no seu dia-a-dia…Sem só ficar anunciando tudo o que vê, posando de bonita e perfeita… Puta coisa irritante, né? VALEWWW POR COMENTAR! =D

  4. É isso mesmo Gé! Não é que não gostamos de moda e beleza, é que não é SÓ ISSO que importa! Eu visito tantos blogs com conteúdo legal… Mas a gente NÃO PRECISA só falar disso, postar isso, viver nossos dias dessa forma! Aliás, ninguém é assim, né? Nem quem posta!

    Pode voltar sempre aqui no Hiper, adoro seus comentários!

    =D

    Um beijão!

  5. Sem dúvida menina Ericka, você é uma garota que pensa sozinha e por isso tem tanta gente que gosta disso aqui.
    Escrevo o Caderno de Cabeceira desde 2007 e sempre me senti meio marginal, porque nunca fiz sorteios, não participava de eventos, nem fazia posts pagos. Meu blog demorou muito para ser reconhecido, inclusive por outros blogueiros como você, justamente por ser apenas um local onde eu escrevia o que eu penso, por ser pessoal.
    Desde que mudei de plataforma e comprei um domínio parece que, para os outros, virei gente na internet e o que publico passou a ter alguma relevância. Com isso vieram pautas aos montes no meu email, propostas de parcerias e estou em vias de monetizar meu blog. E eu me pergunto por que não aproveitar esta oportunidade?
    A internet por ser um território livre todo mundo posta o que quer, e justamente por essa liberdade a gente pode escolher o que quer acompanhar.
    Infelizmente o ser humano é, na maioria das vezes, ávido por aceitação e por isso acho que muita gente aposta na fórmula já batida e cansada de quem faz sucesso.
    Lendo a Veja São Paulo vi a “receita” do famoso e bem sucedido Não Salvo, que por acaso é sobrinho de um amigo querido, “você tem que gostar do que compartilha”, acho que isso já é um bom começo.
    Beijos e mais sucesso ao Hipervitaminose – O blog dos relacionamentos!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *