sensível demais.

Sei que quando estamos magoados, a razão fica sempre em último lugar. Não existem motivos justificáveis, problemas pequenos, não existe exagero ou ausência de intenção. Quando estamos tristes achamos que todas as pessoas do mundo partilham das mesmas sensações que a gente e que, no fundo, sabiam que tal coisa iria nos magoar, que foi tudo premeditado.

Todos somos humanos e semelhantes em alguns pontos, mas aquilo que é de extrema importância para um pode não ter nenhum significado para o outro. Vou tentar explicar melhor.

Tenho uma memória terrível. Não consigo lembrar nenhuma data de aniversário, batizado, casamento e acabo marcando 93886464 mil programas para um único dia. Obviamente, sempre alguém sai perdendo nessa. Sei que isso é terrível, que é #omeujeitinho, mas deveria ser mais capaz de controlar. Quando vejo, deixei de ir num casamento para ir ao bingo, sabe? Coisas assim. Isso magoa as pessoas ao meu redor e já me trouxe tantos problemas que comecei a tratar quem importa com mais cuidado. A presença é uma coisa muito valorizada por aqueles que nos amam e deve ser levada a sério. Não há presente, desculpa ou carinho que repare o “não estar”, e eu sei disso. Sei, porque quando fazem isso comigo, também fico arrasadíssima. Logo, consigo compreender quando batem o telefone na minha cara depois.

Há outras coisas, porém, que ofendem única e exclusivamente a mim, num grau incompreensível. Como, por exemplo, me deixar de fora de um programa entre amigos, não pedir minha opinião para escolher o sabor da pizza (que eu tambémvou comer) e, principalmente, ser chamada a atenção por falar alto. ODEIO que façam isso. Mas quem não é louco, como eu, por exemplo, não tem como saber essas coisas me magoam. Nem quem me conhece, sabe.

Uma das coisas que percebi ao longo da vida é que as pessoas próximas, via de regra, não fazem as coisas com má intenção. Nem tudo o que é dito ou não dito, feito ou não feito tem a real intenção de nos magoar. Mas magoa. Há momentos em que temos vergonha de admitir que uma palavra atravessada, um convite que não foi enviado ou uma frase não dita teve a capacidade, incrível, de arruinar os nossos dias. Essas micro mágoas vão se acumulando, irritando e quando a gente vê, gritou na gota d’água. Pagou de louca na fila do cinema. Reagiu muito acima do esperado, xingou a sogra e chutou o cachorro.

Precisamos ponderar.

Nenhum erro é irreparável e ninguém deixa de falhar nessa vida. Se hoje nosso calo foi chutado, amanhã chutaremos o do outro, e assim por diante. O mundo não é uma conspiração contra a nossa felicidade, mas shit happens, babe, lidemos com isso.

 

Você também pode ler

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *