cada coisa em seu lugar.

Infelizmente um bom relacionamento amoroso não é garantia de um sexo de qualidade.

A existência de um, obviamente, faz muito pelo outro. Mas sexo é coisa de pele, de intimidade, de ausência de tabus e altas doses de auto-conhecimento. Somos capazes, sim, de amar uma pessoa na qual temos uma relação física terrível e isso diz muito sobre esse sentimento, aliás. É possível sustentar uma relação sem sexo, mas não é possível levar adiante nada na vida sem amor; daí o fato das pessoas terem muito mais dificuldades em encontrar um que outro.

O sexo ruim pode ser trabalhado se você souber o que quer, o que gosta e, principalmente, se tiver uma boa relação para expor isso. O amor, não floresce por vontade própria, depende do outro, depende de você, depende de mais fatores do que temos, de fato, controle. Tem gente que se ama, que mantém um relacionamento ótimo, cheio de carinho, respeito, mas o sexo… Não é lá essas coisas. Há quem faça disso um martírio, que não se conforme, que ache um absurdo o amor não ser uma fórmula mágica para o corpo (e para a alma), mas vamos pensar: não faria sentido buscar descobrir sobre o outro se todos nos fôssemos iguais, tivéssemos as mesmas preferências e funcionássemos exatamente da mesma forma, certo?

A vida precisa continuar sem dramas, sempre tentando melhorar. Essa coisa de que o sexo é fun-da-men-tal para o relacionamento é uma meia verdade. É importante, lógico, mas fundamental é mesmo o amor, já sabem.

Quando as coisas ficam ruins; alguém se cansa, se aborrece e o amor já não está lá essas coisas, tendemos a usar a razão e a culpar o sexo em primeiríssimo lugar sob todas as circunstâncias, sempre ele. Que “não é mais a mesma coisa”, que “não rola mais atração”, que “poderia ter mais paixão”… Falar de falta de amor nessas horas é inconcebível, uma ofensa, um tapa na cara do outro que, talvez, não esteja tão desejante assim de término. Dizer que acabou o amor dá medo, medo de talvez admitir que ele nunca esteve lá, que era só um paixão e que foi bom enquanto durou, mas, agora, já era.

O sexo não é o culpado por todas as coisas ruins nem o causador de todas as boas, há uma supervalorização de algo que é mais físico e instintivo que transcendental. Todo mundo gosta, todo mundo precisa, ok. Mas nem todo mundo entende que ele  é apenas uma parte do show, um conjunto de fatores, e não todo o espetáculo.

Afinal, se formos pensar friamente sobre as coisas, o amor fica. E o sexo não dura pra sempre.

Resta saber em quais critérios você pretende basear sua relação. E se tanta afobação vale à pena.

Você também pode ler

5 Comments

  1. Ai Ericka, não sei se só eu penso assim, mas pros homens parece q o sexo é fundamental, sim. Se ele amar uma mulher q não o satisfaz na cama, isso vai dar lugar pra famosa pulada de cerca. Fora q, qndo a mulher não gosta tanto de sexo qnto o cara na relação, talvez até pq não role essa química, eles logo ficam super ciumentos, achando q a mulher não se solta mais pq quer outros caras, vai entender…
    Bjos!

  2. olha, assunto polêmico em rodas de amigas ahuahua
    acho que nós mulheres temos que pensar também no que nos satisfaz, acho que a mulher pode sentir prazer tanto quanto o homem e para mim o sexo é parte do amor, ou seja, consequência! o amor sempre vem primeiro, concordo plenamente! e o sexo depois 🙂
    não podemos nos basear em sexo, porque a gente vai se descobrindo a cada nova experiência e o amor vai surgindo junto também 😀

    definiu tudo que eu queria dizer: “Mas nem todo mundo entende que ele é apenas uma parte do show, um conjunto de fatores, e não todo o espetáculo.” adorei!!

    beijos :*

  3. Eba!! Eu que adorei seu comentário Maíra! Volta sempre, tá? E chama as amigas pra debater o tema por aqui!

    =D

  4. Acho que não existe mulher que não goste de sexo, Mi, existem homens que não tem paciência para aprender juntos com a mulher a satisfazer ambos. O homem, é sim, muito mais físico que sentimental, a mulher precisa de envolvimento pra que tudo funcione, num tem jeito. Mas duvido que eles nunca tenham vivenciado uma experiência em que havia muito amor e um sexo não tão satisfatório assim. Quanto a pular a cerca, é consequência da falta de amor (e de respeito) e não apenas do sexo ruim. Tendemos a justificar os erros masculinos de forma prática, lógica, mas se o sexo é importante para eles, para nós também ué, por que não? E o amor tanto quanto. Conheço muitos homens que acabam relacionamentos em que o sexo era ótimo, mas NÃO É SÓ ISSO QUE IMPORTA PRA ELES. Nem uma coisa, nem outra…CADA COISA EM SEU LUGAR!

    =D

    Amo sempre os seus comentários aqui!

    Bjão!

  5. Olá, fiquei meio confuso rsrs, sabaimos que em uma relação é muito importante carinho, e o amor que tem que existir.
    Sexo mesmo sem qualidade ele é importante para os homens, o que não podemos subjuguar que quando não é bom é a causa do termino da relação. Existe muitos outros caminhos para ter sexo com qualidade, por mais que seja dificil ter uma conversa sobre sexo com os homens isso é possivel.
    Com uma boa relação entre o casal sempre vai existir ‘’ Amor ’’ e sexo com qualidade.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *