quando não estamos prontos.

Há uma grande diferença entre amar e ser capaz de manter um relacionamento. Ao contrário do que mostram as novelas e todos os casos de amor do cinema, cada pessoa tem um ritmo, uma hora certa para que tudo funcione em sincronia. Gostar de alguém não necessariamente significa que a vida à dois terá sucesso.

Não é fácil, encontrar o tom, conviver. Costumo comparar namoros a orquestras, onde as coisas precisam estar muito bem afinadas para funcionar. Se abrir mão, com prazer, dos pequenos vícios e más condutas (que todo mundo tem e sabe disso), te incomoda, talvez ainda não seja a hora de insistir. Talvez você ainda não tenha encontrado maturidade suficiente para estar com outra pessoa.

Aliás, se tem uma coisa que não combina com relacionamentos saudáveis é o sacrifício. O amor é uma das poucas coisas da vida que não exige nada em troca – além de mais amor, é claro.

Quando vivemos com outra pessoa nunca há culpa integral pelos fracassos ou vitória absoluta pelos sucessos. Nem meu, nem seu: é nosso. O nosso sucesso. Relacionar-se exige um desapego de si mesmo, vai além da sua responsabilidade. Não é como comprar uma roupa nova ou ouvir uma boa música: é algo para ser aproveitado com o passar do tempo. Não é imediatista ou efêmero. Relacionar-se diz mais sobre a nossa conduta em relação à vida que sobre os sentimentos em si. É assim que se explicam todos aqueles casamentos duradouros que você conhece nos quais não existe uma gota sequer de amor.

Equilíbrio sempre. Esse é o segredo de todos os negócios.

E mais amor. Por favor.

Você também pode ler

5 Comments

  1. É oq sempre digo: pra dar certo, não tem só q esperar 1001 coisas do outro, tem é q primeiramente estarmos bem conosco. Quem não se ama, quem não suporta estar sozinho (ou seja, consigo mesmo), dificilmente conseguirá se relacionar.
    Adorei o texto, mais um, como todos!
    Bjocas!

  2. Há algum tempo eu ouvi de um amigo que só amor não é suficiente para duas pessoas estarem juntas e eu vivia tentando provar a ele ao contrário, mas a vida é engraçada e a gente quebra a cara e dá o braço a torcer.
    Infelizmente só amor não é preciso para que duas pessoas estejam juntas. =/

  3. Aí você pensa no que acontece quando esse desapego, essa ausência de egoísmo acontece apenas de um dos lados. Se um não está pronto ainda, o outro faz o que, desiste ou se conforma?

  4. O grande problema é: como saber se vc tem maturidade ou não pra isso?Nunca é mt fácil admitir as nossas “falhas”,ainda mais numa coisa dessa.

    ;**

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *