liberdade já.

Não é porque você está mais magra, que está atraente. Não é porque cortou o cabelo, comprou uma roupa cara e lindos brincos de pérola que eles olham pra você. Não importa se você fez escova progressiva e uma maquiagem arrasadora para encontrar com ele. Não são os perfumes, os sapatos ou essa saia, curtíssima, que vão te fazer ser interessante quanto tudo mais for entediante. Pode ser, à princípio. Pode ser nos primeiros 3 meses. Depois não. Viver com o outro sem compartilhar informações e afinidades é uma tortura.

Ele não vai te ligar se você não tiver o que dizer, ele não vai se importar por aquilo que você tem, mas pela pessoa que você é.Por mais que todas essas coisas sejam incrivelmente sexys e atraentes, não há nada que faça alguém suportar ao seu lado um vaso chinês, lindo, mas impossível de ser adquirido. Espetacularmente bem trabalhado, mas oco por dentro, vazio. Pesado demais para carregar consigo.

Estar sempre maquiada sem nem um pouquinho sequer de suor no rosto não é vida real. Nem Juliana Paes consegue. Ninguém consegue. Porque no íntimo a gente quer colocar um moletom no final de semana e fazer um coque no cabelo. A gente quer poder ir na praia sem se preocupar com fotografia, pose ou com os quilinhos a mais. Quer ser achada linda com a maquiagem borrada no dia seguinte e usar camisetona ao invés de baby doll de cetim e calcinha fio dental. E, principalmente, quer beber. Beber e ficar descabelada, comer frango à passarinho com a mão, se lambuzar com batata frita, cheddar e bacon, tem coisa melhor? Deve ter. Mas com certeza não é salada com queijo brie.

Chega dessa ditadura, mulheres, vamos ser lindas por dentro. Eles tem a liberdade de ser barrigudos e ficar carecas.  Eles podem arrotar na mesa, falar palavrão no jogo do timão e quem disser que mulher gosta mesmo é de dinheiro e de boa aparência, está cometendo um erro gigante – ou ninguém se casaria e teria filhos na favela. Vamos nos libertar desses esteriótipos e parar de nos cobrar tanto uma coisa que no raso, bem raso, ninguém deseja ser?

Você também pode ler

3 Comments

  1. HAUHUAHUAHAUH… Me formei em jornalismo e agora tô terminando Design de Produto… Mas trabalho com social mídia!!! TUDO A VER.

    Valew pelo elogio!!! =]

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *