a parte boa.


Quando um amor vai embora é o fechamento de um ciclo – e a oportunidade para recomeçar. Depois de feita a auto avaliação de tudo o que se viveu é hora de recomeçar; e de estar disponível para viver quantas exepriências vierem. É aquele momento de colocar a prova todas as definições que você fez para si, de acreditar que tem todas as respostas sendo que logo mais vai surgir um novo amor, um novo relacionamento, novas escolhas e experiências e erros e problemas iguais. Sem crise. Somos assim mesmo, aprendemos por insistência, não porque dói.

Enquanto solteiros devemos mesmo testar bastante, fazer tudo aquilo de inconseqeunte, sofrer de ressaca moral e de perda de memória etílica pra quando finalmente encontrar aquela pessoa, A PESSOA, saber que vale a pena.

Não existe coisa mais triste que estar com alguém pela inércia, pela sucessão dos dias e ficadas, porque num encontrou ninguém melhor e está tão carente que qualquer sorriso é amor. Não dá.

Nada melhor do que sentir novamente a euforia das novidades: as borboletas no estômago, a ânsia pelo telefonema, o riso incontrolável ao ler as mensagens que chegam pelo celular, as expectativas, novas experiências, lugares, pessoas, conversas… Tudo novo de novo. E uma nova chance para corrigir as falhas, ser melhor. E desejar também fazer melhor.

Apaixonar-se faz a gente acreditar que a vida é realmente boa. E que mesmo que um dia você esteve mais machucado que feliz… Valeu a pena.

Você também pode ler

9 Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *