a parte ruim.

Todo mundo fala sobre a paixão e o amor. Sobre como gostar de alguém transforma a nossa vida, dá aquelas borboletas no estômago, faz tudo valer a pena e blá blá blá, mas ninguém ensina a desamar. Veja bem, ninguém consegue descrever em exatidão como é deixar de conviver com alguém que foi importante durante algum tempo, como esquecer do cheiro, dos gostos, jogar fora as fotos e deixar de recordar. Às vezes o amor nem está mais lá. Às vezes as coisas nem foram tão boas assim, mas a nossa memória seletiva é bandida. Costumo dizer que aos domingos, quando acaba o Fantástico, ninguém lembra que apanhava. Ninguém lembra das coisas que deixou de fazer por proibição, o quanto mudou porque achava que era correto, ninguém lembra do que fez doer.

Amar é, em sua essência,  um sentimento perdoador e fácil de sentir. Se  morreu é porque não foi devidamente cultivado. É porque não era pra ser.

Sentimentos não são mutáveis em instantâneo, você não põe no bolso e finge que nunca existiram. O desamor tem suas fases, todo mundo vive um pouquinho delas vez ou outra.Você primeiro tenta lutar contra os fatos, depois aceita que terminou e fica com raiva do outro. Daí percebe que num consegue ter raiva de alguém pelo simples fato dele não querer mais estar ao seu lado e começa a ficar angustiado, solitário, questionando onde foi que errou. Daí vem a fase de euforia, você começa a acreditar que ser solteiro é mesmo melhor, é mesmo mais simples, é mesmo uma delícia. E chegam os tais domingos. As tardes ociosas de sol. As noites chuvosas. As memórias: a nossa cabeça é REALMENTE traiçoeira.

Aí a gente precisa inventar mentiras, criar casos, encontrar motivos que justifiquem pro cerebelo o que o coração não consegue aceitar. Todo namoro, mesmo quando acaba de forma pacífica, tem que gerar climão. Se não existir um desconforto, não houve amor.

É por isso que mesmo indevidamente a gente briga, se aborrece, se estressa e prefere se fazer de indiferente; é tudo encenação.

Só o tempo remove as marcas e ainda assim, aquelas bem profundas, só saem com cirurgia plástica.

(e uma boa lavagem cerebral.)

Você também pode ler

9 Comments

  1. Não deve desamar não , pq quando você vc a pessoa da aquela dorzinha e tal.
    Eu tenho um espaço principalmente para aquelas que vc nunca mais viu depois de deixar a grana em cima da mesa

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *