Do jeito que o povo gosta! – v03 – Série de menininha


Eu sempre fui viciada em séries de TV, assisto de tudo. House, Law and Order, CSI, Gilmore Girls… Até que houve um momento que nada mais me interessava no mundo serialístico e fiquei naquele hiato, sem ter absolutamente nada de interessante pra ver. Procurei, procurei, procurei, mas tudo que estava sendo exibido tinha a ver com vampiros ou zumbis (falarei disso num próximo post…) e eu queria uma coisa leve, seção da tarde mesmo, pra dar aquela relaxada! Foi aí que eu encontrei o Drop Dead Diva, que no Brasil chegou a ser exibido pela Globo com o nome de “Sob Medida” (urgh!), mas que originalmente foi produzida pelo canal Life Time e, no Brasil é transmitida pela Sony.

Achei a gordinha, que faz a atriz principal, super simpática e a história é tão bobinha que ganhou meu coração!

A série conta a história de Deb Dobkins ( Brooke D’Orsay), uma aspirante a modelo que morre em um acidente de carro. Ao chegar ao céu, descobre que está zerada: sem pecados e sem boas ações. Inconformada, aperta “return” no computador do anjo Fred (Ben Feldman) e acaba no corpo da advogada que sofre com o excesso de peso: Jane Bingum (Brooke Elliott), que estava na mesa de cirurgia, após levar um tiro dentro de seu escritório.

A princípio inconformada, Jane vai se acostumando ao novo corpo fazendo uma junção da sensibilidade da modelo com a inteligência da advogada. As únicas pessoas que sabem sobre ela são a sua melhor amiga, Stacy Barnett (April Bowlby), e Fred, mandado para a Terra para ser seu anjo da guarda. E o que poderia soar como uma nova chance de vida para Deb acaba se mostrando um pesadelo, pois a modelo, agora gordinha, continua apaixonada pelo seu antigo amor na terra o também advogado Grayson (Jackson Hurst), que coincidentemente é parceiro de trabalho de Jane.

A série mistura romance, crises existênciais, um pouquinho de advocacia, convivência no trabalho e risadas. É bastante tranquila, você acaba se envolvendo um pouco com as neuroses da gordinha e se solidarizando com os pequenos dramas que ela vive no dia-a- dia. Obviamente, não espere grandes reflexões intelectuais, afinal, o objetivo da série não é esse, mas, ainda assim eu recomendo! Não consigo lembrar de um seriado tão feminino que foi exibido recentemente! E aproveitem que ainda tem só 2 temporadas, dá pra ver TUDINHO antes da terceira chegar! =]

Ps.: Ainda tenho problemas em incorporar vídeos a essa nova página, DESCULPEM por algum possível errinho no navegador de vocês!

 

Você também pode ler

15 Comments

  1. Quando eu vi a chamada dessa série fiquei louquinha pra ver, mas acabei não acompanhando. A história é ótima!
    Bjo

  2. Érickaaaa, sumi da net, mas esse final de semana recupero o tempo perdido..rs.

    Vi pouco dessa série, mas o pouco que vi adorei! Tô numa fase de filme e séries leves também, tanta coisa ruim acontecendo no mundo, né??

    bjus

  3. Que legal guria, adorei a sinopese, sabe que eu vou mais além q vc ainda na paixao por series, eu vejo ate os de vampiro e zumbi rsrs mas so vampire diaries, true blood n me agrada em nd…
    vamp diaries me agrada pelos dramas juvenis e romances! rs
    mas vejo de tudo tbm, e essa parece ser bem divertida e leve!

    beijos!

  4. Eu também sou apaixonada por seriados.. Não conhecia esse, mas fiquei encantada!! E louca pra conhecer!!

    Passando também pra desejar um ótimo Fin-Di!!
    BeijoooO..
    natyfigueiredo.com

  5. Oi linda obrigada pelo carinho no post anterior eu simplesmente fiquei tão feliz pelo carinho e solidariedade
    amei seu cantinho e passarei sempre aqui com toda certeza!!
    bjão p vc fique com Deus
    =*

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *