Archive for the ‘Uncategorized’ Category

Tuesday October 14, 2014 17:37

essa tal de ansiedade.

Ela está sempre lá, em algum canto do nosso estômago. Nas unhas roídas, nas mensagens afobadas da madrugada. Ela acomete até mesmo os mais tranquilos; invade vidas, destrói relacionamentos, faz com que a gente coloque os pés pelas mãos em tentativas desenfreadas de contê-la. Tudo em vão. Ninguém sabe o que fazer, afinal, com essa tal [...]

Thursday May 22, 2014 12:26

a intimidade que não nos cabe.

Não sei se vocês vivem no mesmo mundo que eu, mas ando um pouco constrangida com o meu mundo. Com o excesso de compartilhamento de informações sobre a intimidade alheia, e, pior que isso: um exagero total e absoluto sobre toda a sorte de temas que, na minha opinião, só dizem respeito a quem as [...]

Friday March 28, 2014 11:26

uma resposta que merecia ser publicada.

Quem acompanha o blog há algum tempo sabe que, no passado, eu costumava publicar alguns e-mails de leitores que chegavam no Consultório Sentimental. É claro que eu tomava o cuidado de trocar os nomes dos envolvidos e de sempre, SEMPRE, pedir autorização para que essas confissões de amor-ódio-drama fossem expostas por aqui. Com o tempo, [...]

Friday October 4, 2013 15:48

Diálogos informais e aleatórios #01

  – Namorar é você querer alguém que queira fazer nada com você quando você não tem nada para fazer. – Exato. Mas também para fazer coisas. – Ah, sim! Mas é alguém que não vai se importar em fazer nada. Porque fazer nada com alguém legal é muito legal.  

Wednesday October 2, 2013 11:09

regra dos 30.

Foram mais ou menos 30 segundos – os mais longos do mundo – e suficientes para que ela soubesse que não valia mais a pena estar ali. Deu aquele estalo, aquele mal estar súbito e a vontade louca de ir embora  foi  se instalando pelo corpo inteiro, de cima a baixo, de lado a lado, [...]

Monday September 9, 2013 17:37

o amor não é uma bosta.

O amor não é um fardo. Não é essa coisa ruim e depressiva que pregam por aí. É complicado, de vez em quando cansativo. Mas amar não é uma bosta. Não é coisa de mulherzinha. E digo mais: faz parte da gente. Amar é estar em um constate gerenciamento de crise. Do outro, de ambos [...]

Tuesday June 25, 2013 12:05

ousadia.

E daí se você conheceu o sujeito ontem no bar? E se você ligar? E se você não ligar? Será mesmo que vale a pena se envolver? Por que não valeria, aliás? É bom viver com urgência. Se jogando nos projetos malucos, dando uma chance para o que não se pode, afinal, controlar. Não dá [...]

Wednesday June 12, 2013 09:02

teimosia feminina.

Tenho certeza que você não vai querer admitir, mas nós mulheres somos teimosas. Muito. Com todas as coisas. O ticket do estacionamento, por exemplo, nunca está com a gente. Aquela batidinha no pára-choque do carro não temos a menor noção de como aconteceu. Insistimos em dizer que não temos ciúmes, nunca, nem um pouquinho. É [...]

Thursday June 6, 2013 09:37

do contra.

Os poetas da música contemporânea já haviam registrado tal tendência: “…tira foto no espelho pra postar no Facebook”. Eu só não sabia que todas as fotos, de todas as redes sociais um dia se resumiriam a isso e só. Que toda a menina bonita só falaria sobre seu cabelo (dieta/sapato/bolsa) no seu espaço, como se [...]

Monday June 3, 2013 12:49

junho!

Fazia 5 anos que era maio. De repente, quando veio o feriado, junho surgiu, impávido. O mês mais esperado do ano. O pai do inverno nacional, de festejos para todos os santos que ninguém acredita (mas adora), de fogueira, de curau, de caldo verde. Junho, esse lindo, sempre trouxe consigo coisas boas, a renovação do [...]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Ericka, prazer!

Por que Hipervitaminose?

Cansado do papo furado e irreal sobre relacionamentos? De ficar sonhando com o príncipe (ou a princesa) encantado, lamentando sua solteirice pelos quatro cantos do planeta? Cansado de não entender o que faz de errado? Cansado de achar que é o ÚNICO no mundo a ter todos esses problemas? Bem vindo ao Hipervitaminose! Um espaço com crônicas sobre a vida, depoimentos, histórias e análises sinceras - minhas e alheias - de quem já está cansado (e diabético) de tanto blá-blá-blá relacionamental sem eficiência. Fique à vontade!

Participe!!

Pode indicar, viu?